TopBarBannerDesk
TopBarBannerMobile
Você esta em:

Carrinho

Uma casa bem ventilada é sinônimo de conforto térmico e bem-estar, especialmente durante os períodos mais quentes do ano. Mas cada ambiente pode pedir um tipo de climatização diferente. Para deixar um espaço mais fresco, sem sombra de dúvidas, os aparelhos mais procurados são o climatizador de ar, o ar-condicionado e o ventilador.

O ar-condicionado é um eletrônico presente na casa de muitos brasileiros e está disponível nas mais variadas versões. O ar-condicionado de janela é o modelo mais tradicional do mercado. Ele é tão prático que, basta ligá-lo na tomada e pronto. Já está pronto para uso. Basicamente, o ar-condicionado de janela possui duas versões: a versão mecânica, sem controle remoto, e a versão eletrônica, com controle remoto.

O ar-condicionado do tipo “split” é mais moderno e bem mais silencioso que o de janela. Possui design arrojado e tecnologia avançada. É indicado para ambientes pequenos como quartos, escritórios e até pequenas lojas. Já o split cassete geralmente é embutido no teto e a corrente de ar é desprendida por quatro saídas. Por esse motivo, a ventilação tende a ser mais distribuída entre o cômodo.

O ar-condicionado do tipo “inverter” é um dos mais econômicos. Ele funciona a partir de um compressor que é acionado para chegar à temperatura ideal e, quando essa temperatura é atingida, trabalha com uma rotação menor. Você também pode optar por um ar-condicionado portátil. A característica principal dele, com certeza, é a mobilidade, afinal, é possível transportá-lo para todos os lugares que você quiser.

E os ventiladores? Existem vários tipos para você escolher o que melhor se adapta às suas necessidades. O ventilador de mesa é o mais procurado pelo excelente custo-benefício e, claro, por ser leve e portátil. Ele pode ser usado no chão ou em cima da mesa e pode ter diferentes funções como controle de velocidade, intensidade e autorrotação. Assim, você é capaz de ventilar exatamente o lugar que desejar.

Alguns modelos de ventiladores de mesa são tão versáteis que possuem uma função que protege o cômodo de insetos, como mosquitos e pernilongos. Ótimo para quem tem alergias, não é mesmo? O ventilador de coluna ou pedestal têm praticamente as mesmas funções que o ventilador de mesa, mas geralmente vem com um pé maior. Uma de suas principais características é que ele costuma ser bastante silencioso e conta com a possibilidade de ajuste de altura.

O ventilador de teto também é bem comum. Ele é indicado, especialmente, para quartos e salas de estar. Alguns modelos, inclusive, possuem lâmpadas que iluminam o ambiente, o que o tornam multifuncional porque também servem como item decorativo. Ainda existe o ventilador de parede que é ideal para arejar ambientes mais estreitos. Uma vantagem é que ele é totalmente regulável na horizontal e, em alguns casos, até na vertical. Ele também tem mais opções de velocidade.

Não menos importante, ainda temos o climatizador de ar que é um tipo de aparelho que utiliza gelo e água para umidificar o ambiente, eliminando bactérias e ácaros. A temperatura é reduzida através de pequenas gotículas de água que são evaporadas. Além de ser ecologicamente correto, o climatizador de ar é capaz de reduzir em até 90% o consumo de energia e é muito recomendado em locais em que o calor vem acompanhado de ar seco.

Alguns modelos são capazes de transferir até 12 litros de água para o ambiente em até 24 horas. Uma de suas grandes vantagens diz respeito à versatilidade já que quase todos os modelos possuem rodinhas. Assim você pode movimentá-lo para qualquer lugar que esteja. O climatizador de ar precisa de espaço para funcionar bem. Por isso, deve ser mantido a 15 cm longe da parede.

Existem muitos climatizadores de ar que contam com a função ionizador, que aumentam a qualidade do ar, outros são capazes de renovar o ar de forma periódica através de uma pequena janela que fica localizada perto da parte traseira do aparelho. Ele é interessante para ambientes pequenos, como salas e quartos.

Menos comuns, mas bastante funcionais, a climatização da sua casa ou estabelecimento comercial pode ficar ainda mais completa com exaustores, que são aparelhos que trabalham proporcionando conforto térmico e têm como função principal eliminar gorduras e outras impurezas, como fumaça e mofo. Eles atuam favorecendo a renovação do ar do ambiente e são mais comuns em cozinhas e banheiros.

Como escolher ar-condicionado?

Potência

Verifique a potência do aparelho. Ela se relaciona diretamente com a capacidade de refrigeração do eletro. Ambientes pequenos não precisam de um ar-condicionado tão potente quanto locais amplos que possuam grande circulação de pessoas, por exemplo.

Para isso fique atento aos BTUs, que é a sigla em inglês para Unidade Térmica Britânica. Quanto maior o número de BTUs, mais potente será o aparelho. Para ambientes com até 10 m², ares-condicionados de 7.000 ou 7.500 BTUs são suficientes. Agora, se você precisa refrigerar um compartimento de 50 m², por exemplo, talvez o espaço necessite de um com, no mínimo, 20.000 BTUs.

Luz solar e local de instalação

Outra variável diz respeito à luz solar: se ela atinge o cômodo o dia inteiro ou apenas parte dele. Você também deve ficar atento onde o aparelho será instalado e ter em mente exatamente a parede que vai recebê-lo. Se ela conta com fontes de energia ou se será necessária alguma reforma para a sua colocação.

Consumo de energia

Existem aparelhos que consomem mais ou menos energia e isso pode interferir diretamente na sua compra. Independente disso, nunca compre um ar-condicionado sem o selo Procel. O selo Procel orienta o consumidor indicando os produtos que apresentam níveis satisfatórios de eficiência energética. Os eletros que possuem selo A e B são os mais econômicos.

Como escolher ventilador?

Potência

A potência de um ventilador é diretamente influenciada pela quantidade de pás e rotações por minuto (rpm) que o aparelho consegue alcançar. O mercado conta com ventiladores de 2,3,4,6 ou 8 pás. O ângulo de inclinação das hélices pode determinar, por exemplo, se o ar será movimentada com mais ou menos força.

Em geral, os ventiladores que contam com uma rotação maior por minuto são mais potentes, mas tendem a ser mais barulhentos e a consumir mais energia elétrica. A maioria dos modelos contam com aproximadamente 250 RPM.

Opções de velocidade e controle remoto

Fique atento a velocidade do ventilador, que pode variar conforme o modelo do produto. Se você pretende usar o ventilador o dia inteiro, prefira aqueles que contam com três velocidades para controlar melhor a circulação do ar gerada.

Também vale a pena saber se o ventilador acompanha controle remoto. Se você quer mais comodidade, não pode abrir mão desse benefício, principalmente se você planeja comprar um ventilador de teto.

Como escolher climatizador?

Potência e Eficiência Energética

A potência, com certeza, é um dos fatores determinantes na hora de escolher um climatizador. Além das características do próprio aparelho, leve em consideração o tamanho do espaço a ser ventilado. Um climatizador mal dimensionado pode contribuir com o aumento no consumo de energia elétrica, além de diminuir a vida útil do equipamento consideravelmente.

A eficiência energética também é outro fator importante. Para isso, nunca compre eletrônicos que não contenham o selo do Inmetro. A eficiência do aparelho geralmente é dividida em letras: A, B, C e assim suscetivamente. O selo A é o mais procurado pelos consumidores porque representa economia na conta de luz do fim do mês.

Hoje em dia existem climatizadores que contam com o sistema inverter. Eles são capazes de economizar até 60% de energia que um climatizador classe A. Isso acontece porque o compressor funciona em rotação variável e contínua. Aí o aparelho atinge a temperatura desejada em menor tempo, resultando em uma melhor troca de calor.

Filtro de ar

O filtro de ar, como próprio nome sugere, é responsável pela filtragem do ar do climatizador. Antes de comprar o aparelho, preste atenção se ele conta com um filtro de boa procedência. Leve em consideração dois fatores: a capacidade do filtro e a sua facilidade de manutenção.

Para realizar a higienização do filtro de ar, desligue o climatizador e pressione as travas do filtro e puxe-o em sua direção. Nada de usar produtos abrasivos, como palhas de aço, por exemplo.

O filtro pode ser limpo com água e detergente ou sabão neutro. Para não prejudicar o correto funcionamento do aparelho, faça a higienização do filtro a cada 15 dias ou quando você perceber que existe muita poeira ou pó retidos.

AR E VENTILAÇÃO

Seleção de

Climatização

Aniversário carajás
Porcelanatos

Produtos encontrados: 329 Resultado da Pesquisa por: em 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 329 Resultado da Pesquisa por: em 7 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar